Processos trabalhistas afastam o Citibank do Brasil

Os processos trabalhistas e a CLT fizeram o Citibank deixar o Brasil

Segundo o ministro Barroso o Citi deixou o Brasil, pois, sua operação gerava 1% do lucro e 93% de todos os  processos trabalhistas a nível mundial.

Se você fosse o presidente do Citi, analisando os números acima, continuaria dando empregos nessa espelunca chamada Brasil?

Normalmente o pessoal justiceiro diz que temos 90% dos processos trabalhistas do mundo porque Deus quis que aqui nascessem somente empresários safados e no resto do mundo somente nascessem empresários bonzinhos.

Só que no caso do Citi é o mesmo empresário e a mesma empresa. Será que o Citi por algum motivo resolvia ser mau aqui e bom lá fora?

Ou será que a CLT criou um consórcio lotérico onde você trabalha um tempo em uma empresa e ao final, ao ser demitido, vai na justiça do trabalho e faz a sua fezinha, entrar com um processo trabalhista, para ver se você da a sorte grande?

A conclusão dessa brincadeira de processo trabalhista foi que mais uma empresa disse bye bye Brezil, um monte de funcionários foram fundidos quando o Itau comprou o Citi e o mercado bancário brasileiro ficou mais concentrado ainda, com o grandes bancões deitando e rolando em cima de você que defende os “direitos trabalhistas”.

processos trabalhistas vs lucro do Citibank no Brasil e no mundo

Alexandre do Nascimento
[email protected]

Palmetal é a empresa fabricante dos móveis em aço inoxidável Alezzia. A empresa foi fundada em 1990 e é a primeira a vender esse tipo de produto diretamente ao consumidor.

No Comments

Enviar Comentário