trabalhadores pobres em foto preto e branco

Competitividade empresarial: Os colaboradores. Esqueça isso!

Nos da Palmetal temos uma política clara sobre o termo colaboradores: Esqueça ele!

Eu por exemplo sou colaborador do site viva o linux, de tempos em tempos eu mando uma dica para lá, faço um comentário ou coisa assim. Eles não me pagam nenhum dinheiro, mas, o conhecimento que eles disponibilizam já me deixa feliz o suficiente para eu dar uma força ocasional para esse empreendimento.

Eu também sou colaborador de uma creche aqui perto. Todo mes faço uma doação.

Isso é colaborar…

Vamos ver a definição do dicionário Michaelis (1)

adj (colaborar+dor2) Que colabora. sm 1 Aquele que colabora ou ajuda outro em suas funções; cooperador. 2 Pessoa que, sem pertencer ao quadro de funcionários de uma empresa, trabalha para ela habitualmente ou alguma vez.

Grifei a parte mais importante que é:  sem pertencer ao quadro de funcionários de uma empresa

Ou seja… Uma empresa quer ter pessoas internas comprometidas e firmes que funcionem ou quer uns colaboradores esporádicos não comprometidos?

Colaboradores são muito bons, vide a wikipedia (2), que se tornou a maior enciclopédia do mundo a partir do poder da colaboração. Ainda sim, eles possuem o seu quadro de funcionários fixos, são poucos mas existem.

Funcionário não é nenhum demérito, pelo contrário, passa a impressão de alguém que funciona, que resolve. Talvez empregado seja um pouco pejorativo, vai saber. De qualquer forma usamos apenas o termo funcionário.

Outras empresas usam o termo associado que eu acho um pouco melhor do que colaborador.

Vamos a explicação do Michaelis

“as.so.ci.a.do2 sm (part de associar) 1 Indivíduo que faz parte de uma associação ou sociedade; membro, sócio. 2 Pessoa que pertence a uma sociedade comercial, como sócio ou interessado.

Tecnicamente, um funcionário também é um associado pela definição do Michaelis, mas, na prática, essa expressão passa uma idéia de alguem que é um cliente de um clube, ou algo assim. Pelo menos nós enxergamos dessa forma.

Conclusão:

Depois de analisarmos todas essas possibilidades, optamos pelo velho e bom funcionário. Tem certas coisas que sobrevivem a prova do tempo, e a palavra funcionário é uma delas.

(1) http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=colaborador

(2) www.wikipedia.com

Alexandre do Nascimento
[email protected]

Palmetal é a empresa fabricante dos móveis em aço inoxidável Alezzia. A empresa foi fundada em 1990 e é a primeira a vender esse tipo de produto diretamente ao consumidor.

2 Comentários
  • CLÁUDIO LUÍS COSTA
    Postado em 08:53h, 29 junho

    Parabéns Alexandre,

    Excelente texto, diz exatamente o que penso.

    Na empresa onde trabalho redijo muitos comunicados e emails onde sempre usei a palavra funcionário, mas sempre tive “problemas” com alguns colegas que viviam tentando me fazer mudar o termo para colaborador. Hoje vivemos a ditadura do politicamente correto, onde termos, usados desde sempre, são trocados simplesmente porque alguém acha que é ofensivo ou pejorativo. Para você ter uma ideia, nas escolas do Município do Rio de Janeiro, foi abolido o termo reprovado, agora eles só podem usar a palavra “retido”. Ou seja, ao invés de tentarem resolver a questão do excesso de reprovação, eles simplesmente mudam a palavra.

    Repassei seu post para a diretoria da empresa e todos concordaram com que foi exposto. Espero que isto nos ajude a nos comunicar de forma mais simples e pessoal com a nossa equipe de funcionários.

    Um grande abraço,

    CLÁUDIO LUÍS
    Designer de Produtos
    e FUNCIONÁRIO (com muito orgulho) da Lacca Móveis.

  • Palmetal
    Postado em 10:25h, 29 junho

    Obrigado Cláudio. Muito pertinente o seu comentário. Voce esta totalmente certo.

Enviar Comentário