Educação integral é a nossa meta

Há pouco tempo atrás tivemos um momento histórico do pais onde todas aquelas manifestações aconteceram e que ao nosso ver tiveram um resultado positivo. Um desses resultados, para nossa alegria, pudemos observar nessa matéria do G1 que fala da ampliação do ensino em tempo integral.

A situação do futuro do Brasil é bem crítica, no próprio site do Ministério da Educação nós temos uma estatística que diz que 54% das crianças que entram na escola não concluem a 8ª série. E dessa forma é impossível termos um país desenvolvido com qualidade de saúde, transporte e segurança como foi pedido nas manifestações. Todos esses benefícios são consequência de termos umas duas gerações inteira de crianças bem educadas e com caráter elevado para ser um bom cidadão, ou seja, estamos falando de 20 anos de educação intensiva.

Enquanto as crianças saem das escolas, as empresas buscam freneticamente pessoas talentosas para ocupar seus cargos de liderança e com isso poderem competir no mercado interno e externo. É um total contra-senso.

Participação nas manifestações

Temos consciência que a nossa meta de “educação integral para todas as crianças” é ambiciosa e provavelmente vai levar anos para ser alcançada, mas, mesmo assim fazemos nossa parte. Nossa equipe foi à manifestação no centro do Rio de Janeiro, enviamos email marketing aos nossos parceiros e fizemos campanha no Facebook, coincidência ou não o tema avançou como pudemos ver na matéria do G1.

participação_nas_manifestações

 

 

A Legislação já obriga a educação integral desde 2001

A Lei nº 10.172, de 9 de janeiro de 2001, que instituiu o Plano Nacional de Educação (PNE) apresenta, como meta, a ampliação progressiva da jornada escolar para um período de, pelo menos, 7 horas diárias, além de promover a participação das comunidades na gestão das escolas, incentivando a instituição de Conselhos Escolares. Atualmente a grande maioria das crianças, segundo o próprio IBGE passa no máximo 04 horas por dia na escola.

Com isso podemos concluir que temos a legislação, temos a enorme necessidade e temos os recursos para mudarmos o quadro da educação no país. E isso passa por uma conscientização total dos entes da sociedade: governo, mídia, população. Foram sucessivos governos em todas as esferas que deixaram o futuro do país para terceiro plano.

Inclusive a nossa própria sociedade se interessa mais por novela e futebol do que por educação, basta ver o gráfico abaixo que reflete a quantidade de notícias relacionadas a novela, futebol e educação. A novela (linha amarela) vem na frente do futebol (linha vermelha) e por último, bem distante, a educação (linha azul).

[inline]
[script type=”text/javascript” src=”//www.google.com.br/trends/embed.js?hl=pt-BR&q=educa%C3%A7%C3%A3o,+futebol,+novela&date=1/2012+12m&gprop=news&cmpt=q&content=1&cid=TIMESERIES_GRAPH_0&export=5&w=600&h=430″][/script]

[/inline]

Os pontos que defendemos na renovação da educação

E para fechar, reforçamos mais uma vez nossas propostas para a educação brasileira

  1. – Nova metodologia de ensino menos expositiva e mais participativa com foco em elevar a criatividade e disciplina do aluno, bem como o prazer de estudar por meio de exemplos práticos da vida cotidiana. 
  2. – Ensino em horário integral com todas as refeições saudáveis e prática esportiva de qualidade para todas as crianças e adolescentes.
  3. – Valorização do professor através de aumento de salário, bônus por metas atingidas e principalmente treinamento intensivo.
  4. – Fim de qualquer tipo de cota para universidades
  5. – Aperfeiçoamento do intercâmbio da escola com outros entes da sociedade de notório reconhecimento como: empresas, ONG’s, governo, e escolas no exterior
Alexandre do Nascimento
[email protected]

Palmetal é a empresa fabricante dos móveis em aço inoxidável Alezzia. A empresa foi fundada em 1990 e é a primeira a vender esse tipo de produto diretamente ao consumidor.

No Comments

Enviar Comentário