Alezzia de blusa em uma paisagem de lagoa no rio de janeiro

Informativo sobre o #DesafioAlezzia

 

Desde sexta à noite, dia 16 de dezembro de 2016, temos postado com precisão várias peças publicitárias na página da nossa rede social. Essa escala de atividades é muito nova para nós, ainda estamos aprendendo a lidar com isso, então ontem, devido a algumas questões internas da nossa equipe fizemos uma postagem, a última do dia 20, fora do nosso estilo de paz e união, fora da nossa humildade, que é a palavra que mais repetimos internamente e ficamos envergonhados por isso. Queremos pedir desculpas por esse post, foi um aprendizado, e foi a primeira e última vez que acontecerá. Esperamos poder contar com a sua segunda chance, pois, todos merecem uma segunda chance na vida.

Queremos explicar nesse texto do que se trata o #DesafioAlezzia, para quem sabe, podermos contar com você. Caso ache o texto muito grande, leia apenas o negrito que são nossas revindicações imediatas.

 

  • Nossa causa diferentemente das outras é “A favor” de algo. A palavra “contra” nunca foi citada
  • Queremos que os trabalhadores e as empresas brasileiras tenham no mínimo tanta liberdade de expressão e poder de influência quanto os sindicalistas.
  • Liberdade de expressão é a liberdade de falar o que você pensa com segurança.
  • Liberdade de expressão é a liberdade de você trabalhar duro e honestamente e ganhar seu dinheiro de forma justa e, se assim desejar, ficar rico, milionário ou bilionário de forma totalmente correta com todos os membros da nossa pátria.
  • Queremos criar o sonho brasileiro, e para isso alguma medidas são cruciais.

Alezzia Deitada Sobre a Mesa de Inox na PraiaECONOMIA

  • É urgente baixar os juros SELIC para 6% ao ano ou menos.
  • A taxa de juros SELIC é controlada pelo Banco Central e é a taxa mãe que dá origem ao dinheiro que você paga todo mês quando entra no cheque especial ou atrasa a fatura do cartão de crédito.
  • O nível de juros atual beneficia somente os grandes financistas, que são uma classe bastante elitizada no Brasil
  • Você sabe quanto custa por ano o bolsa família? 30 bilhões de reais por ano. Sabe quanto custou a extensão do metrô até a Barra da Tijuca (16km)? 10 bilhões de reais. Sabe quanto o Brasil pagará de juros em 2016? 500 bilhões reais. É isso mesmo, você entendeu certo. É dinheiro suficiente para varrer Rio e São Paulo com metrô de ponta a ponta, mas, atualmente ao invés de virar metrô ou qualquer outra coisa que gere qualidade de vida, está soma vai virar lucro para os grandes financistas, pois, investidores são os que investem em empresas, financistas são os que investem em papéis. E o governo precisa saber que papéis são importantes, mas, nós vivemos de empregos dignos e de empresas honestas.
  • Para a grande maioria das empresas baixar imediatamente a taxa de juros pode ser o fiel da balança entre continuar ativa e gerando empregos ou encerrar as atividades. E isso é urgente!
  • Atualmente a decisão dos juros é feita por pessoas que estão totalmente ligadas ao mundo dos papéis financeiro. O nosso mundo, o mundo das ruas e das nossas casas, da indústria – comércio – serviço, precisa ter voz nessa decisão.
  • É urgente que tenhamos mais bancos concorrendo no mercado para que você pague menos cheque especial e juros do cartão de crédito, para que você tenha mais opções de escolha
  • É urgente baixar os impostos para cada um de nós podermos ajudar as ações sociais que quisermos sem depender de marcar 5 estrelas no #DesafioAlezzia
  • Hoje o papel do banco central é manter a inflação baixa independentemente de quantas empresas encerraram as atividades. Tanto é verídico que milhões de postos de trabalho foram fechados e os juros continuam os mais altos do planeta. Você entendeu bem, nenhum outro país desenvolvido no mundo possui um juros anual tão alto quanto o Brasil.
  • Somente haverá sentido ter inflação baixa se você tiver também empresas funcionando, vide o deserto do Saara que tem inflação zero, pois, ninguém compra nem vende nada, ele vive uma eterna calmaria sem empresas e sem pessoas.
  • Por outro lado, se o número de pessoas é desproporcionalmente maior que o número de empresas, você tem uma inflação fora de controle, como acontece em um país aqui da América Latina, simplesmente porque a procura de produtos supera em muito a oferta que as empresas conseguem disponibilizar no mercado, a maioria das fábricas fechou a porta ou deixou o país.
  • Com o corte dos juros o governo terá dinheiro para imediatamente liberar uma linha de crédito para as micro, pequenas e medias empresas terem capital de giro. Essa linha precisa acontecer independente de qualquer tipo de certidão negativa e apontamentos de crédito.
  • E outra linha para renovar as máquinas de trabalho tanto do setor agrícola como do setor industrial.
  • As duas linhas de crédito precisam ter uma dotação orçamentária de no mínimo R$120bilhões por ano, corrigidos pela inflação, e taxa de juros de no máximo 8% ao ano. O aval será no nome dos proprietários e o limite de crédito será o valor que a empresa faturou nos últimos 12 meses.
  • Se as empresas tiverem capital de giro elas voltam a contratar e com isso o nível de emprego subirá rapidamente
  • O supersimples, que trata da racionalização de pagamento de impostos, precisa ser elevado imediatamente para enquadrar empresas com R$200milhoes de faturamento ao ano, sendo que esse teto precisa ser atualizado todo ano de forma automática em pelo menos 40%. E as alíquotas de tributação precisam ser reduzidas para o valor máximo de 15% para as empresas que estiverem próximas ao limite de faturamento e de 0% para as empresas que estiverem no primeiro patamar de alíquotas.
  • Fim imediato da DIFAL
  • As alíquotas devem mudar sempre com base na diferença e nunca em saltos para que as empresas possam verdadeiramente crescer com segurança e para que os empreendedores possam pagar seus impostos de forma realmente simples e rápida. Isso eleva a economia do governo com os fiscais de impostos, e essa economia terá que ser revertida para a saúde, a educação e a infraestrutura.
  • O supersimples deverá ser pago em até 60 dias após o fim do mês de apuração e a multa por atraso será de no máximo 2% e os juros de 1% ao mês.
  • Quando a carga tributária passa a ter um nível coerente, mais empreendedores se dispõem a correr os riscos de empreender, mais empregos são gerados, os salários sobem e o governo passa a arrecadar mais, só que de forma sustentável e harmoniosa com o setor produtivo.
  • O objetivo é premiar o capital que gera inovações, emprego e sustentabilidade e, por outro lado, taxar o capital estacionário. Atualmente vivemos no cenário inverso com capital estacionário cada vez mais recompensado pela política de juros altos, e o capital empreendedor cada vez mais taxado, como podemos ver nos jornais diariamente, através dos aumentos de impostos tanto para trabalhadores como para empresas.
  • Com a elevação do número de empresas, e a concorrência entre elas, os preços naturalmente vão cair, devido ao aumento de oferta. Os consumidores passam a ter mais poder de escolha. E isso significa inflação baixa e mais poder de compra para o seu dinheiro.
  • Mesmo com a política de juros altos que já está sendo mantida há bastante tempo você sente os preços inflacionados, quando faz as compras no supermercado, e por outro lado a oferta de emprego é bastante limitada. Todos esses efeitos são diariamente sentidos por nós pessoas comuns. Provavelmente as pessoas que atualmente decidem os juros estão em outra realidade diferente da nossa.
  • Nenhuma nação jamais se tornou uma potência mundial através de engenharia financeira, todos os países que conseguiram esse feito o fizeram a base de trabalho duro, livre mercado e bom senso econômico.
  • Se você fizer a nossa campanha ter um, dois, três, quatro ou cinco milhões de 5 estrelas, pela primeira vez as pessoas do mundo real, você e nós, seremos ouvidos pelo andar de cima do governo brasileiro, pois, entra governo e sai governo e nós continuamos no nosso papel de figurantes. Agora queremos ter uma participação direta nesse livro chamado Brasil. Queremos ter liberdade de expressão e queremos ser ouvidos. Por isso o nosso movimento é Paz&União 5 estrelas pelo Brasil

Alezzia sobre a árvore no aterro do flamengo rio de janeiro

O governo precisa urgente criar uma linha de crédito sem burocracia para as empresas | Alezzia

E no que mais queremos ser ouvidos?

INFRAESTRUTURA

Você sabia que existe uma maneira rápida de gerar muitos empregos no Brasil sem o governo gastar qu
ase nada, pelo contrário, o governo investiria muito pouco e rapidamente passaria a arrecadar mais. Seria através da Infraestrutura.

Nós explicamos… o Brasil precisa imediatamente reformar todos os portos, aeroportos (principalmente criar aeroportos especialistas em carga), ferrovias, estradas e principalmente, aproveitar os nossos rios para a navegação fluvial que é talvez o transporte mais sustentável de todos na atualidade.

Alezzia de rosto sorrindo sem make up - maquiagemNo mundo existem trilhões de dólares parados procurando investimentos! Você leu certo, estamos falando de trilhões de dólares rendendo zero ou quase zero por cento ao ano e em alguns casos mais extremos rendendo os inéditos juros negativos, que significa que você põe dinheiro em um banco e ao final do ano você tem menos dinheiro do que tinha no início.

Todos esses investidores estão ávidos para investir em algo que renda 6 a 8% ao ano. O Brasil precisa urgentemente de dinheiro, e esses investidores internacionais estão nadando em dinheiro parado. OK! E como podemos unir a necessidade dos investidores investir com a nossa necessidade de receber investimentos? É bastante simples e vamos elencar os passos abaixo:

  1. Primeiro precisamos ter regras claras para os investidores se sentirem seguros. O investidor, como nós mesmos somos, precisa saber que aquele dinheiro que está em outro país estará seguro, em outras palavras, eles precisam de estabilidade de longo prazo. Se forem criadas regras bem feitas que sejam boas para os dois lados, brasileiros e investidores internacionais, e essas regras permanecerem estáveis durante décadas, muitos e muitos empreendedores internacionais virão ao nosso país com velocidade, devido entre outras coisas, a imagem que temos como um pais alegre e amistoso aos visitantes
  2. Segundo é criar produtos atrativos para os investidores comprarem. Da mesma forma que compramos uma roupa, um carro, um telefone ou um móvel de aço inox, os investidores também se interessam por algum tipo de produto. Vamos dar alguns exemplos:
    1. Investidor internacional, invista em uma hidrovia que vai transportar de forma bastante sustentável  8.000 toneladas por dia do mais puro café brasileiro tipo exportação com destino ao mercado europeu e asiático. Esse café provem de fazendas com tradição no produto e certificado ambiental do governo brasileiro. Com essa hidrovia o custo do café cairá 12% e a produção vai ser ampliada em 6% ao ano, gerando empregos, escolas e hospitais para a região ribeirinha. Você tem a opção de ser o operador das barcaças ou terceirizar para uma empresa especializada. Estimamos um retorno médio de 7,5% ao ano e toda a operação tem o aval do congresso brasileiro. Contate agora a embaixada brasileira no seu pais e peça uma visita de um dos nossos técnicos para lhe explicar como se unir conosco nesse interessante projeto.
    2. Investidor internacional, você talvez desconheça a informação, mas, todos os dias milhões de brasileiros passam horas no trânsito para se deslocaram de casa para o trabalho. Como o Brasil passa por um período de restrição financeira, queremos lhe convidar para fazer parte do projeto Brasil 1000 de expansão metroviária. O projeto Brasil 1000 de expansão metroviária tem a meta de construir em 10 anos 1000Km de linhas de metro nos grandes centros do país. O melhor desse projeto é que ele tem demanda imediata, pois, a necessidade por esse tipo de transporte supera em muitas vezes a oferta. As principais linhas já estão mapeadas e você pode escolher a cidade que mais lhe agrada: São Paulo (a capital dos negócios), Rio de Janeiro (a cidade maravilhosa), Belo Horizonte (conhecida pelos seus bares e agitada vida noturna), Salvador (cidade histórica conhecida por suas festas), Fortaleza (a cidade mais populosa do nordeste brasileiro) entre outras tantas opções. Estimamos que você terá 6,8% de retorno ao ano e cada habitante dessas cidades em média vai ganhar mais 45min por dia para viver a vida, e além disso, vamos tirar vai tirar 3,5milhões de carros das ruas, contribuindo para a redução do efeito estufa.. Contate agora a embaixada brasileira no seu pais e peça uma visita de um dos nossos técnicos para saber como participar desse fantástico empreendimento.
  3. O segundo é mais simples ainda, basta convidá-los. Feitas as regras é preciso que nossas embaixadas no exterior estejam capacitadas para recebe-los e inclusive fazer um trabalho de prospecção. O governo federal precisa fazer viagens pelo mundo divulgando institucionalmente esse projeto e mostrar que existe segurança jurídica nele, pois nós, os brasileiros estamos apoiando e precisando desses investimentos.

Isso abriria um enorme campo de trabalho para todas as áreas, principalmente relacionadas a construção civil e ao setor elétrico que venderiam intensivamente para esse tipo de atividade. Quem sabe até nós venderíamos algum móvel de aço inox. Ou seja, aumento imediato do número de empregos.

 

Alezzia andando de skate em frente a praia

TRANSPORTES

Continuar como está ou permitir que as linhas de metrô sejam expandidas com investimento internacional? Nossa pergunta é…. Quando você pega um metro e chega rápido ao seu destino você se preocupa com a comodidade ou com quem financiou aquela obra? Então como exposto no tópico acima é preciso investimento internacional imediato para expandirmos os metros do Brasil.

BICICLETA

Outro tópico importante é o imposto sobre as bicicletas. Esse é o mais sustentável de todos os transportes da atualidade, e mesmo assim é pesadamente taxado no Brasil. Logo, o imposto sobre as bicicletas devem ser zerados imediatamente e pelo prazo de pelo menos 20 anos. Da mesma forma que foram ofertados projetos de metro, devem ser ofertados projetos de ciclovias, sendo esses pagos integralmente pelos impostos dos contribuintes, uma vez que as ciclovias serão livres de pedágios.

CARRO ELÉTRICO

Como a nossa matriz energética eminentemente limpa, graças as nossas hidroelétricas, o Brasil é a meca dos carros elétricos. Fora isso temos ventos, sol e mar (para a futura geração de eletricidade marinha) em abundância. É primordial que sejamos os líderes no desenvolvimento dos carros elétricos.

Nossa proposta é zerar imediatamente pelos próximos 05 anos qualquer imposto sobre os carros elétricos e gradualmente ir elevando até que em 20 anos os carros elétricos passem a pagar os impostos normais como qualquer carro. Isso faria com que a indústria automotiva colocasse o nosso país em alta prioridade para receber investimentos nesse sentido.

Alezzia sobre o puff branco de aço inoxAGRICULTURA

Existem muitos temas relacionados a agricultura, o que todos concordam é que é preciso modernizar os equipamentos do produtor rural. Existem muitas empresas ao redor do mundo que produzem lindos maquinários para o setor agrícola, maquinários esses que elevariam a nossa produtividade e por consequência, faria que nós, pessoas da cidade, pagássemos menos pelo nosso feijão com arroz de cada dia. É quase como uma injeção de dinheiro instantânea na nossa conta bancária.

Além disso, nós como brasileiros, temos o dever moral de ser o celeiro do mundo, mandar nossos alimentos para os quatro cantos do planeta. Além da infraestrutura acima que já foi citada, é preciso que todo o agricultor tenha um financiamento exclusivo para máquinas de ponta. O ciclo do boom das commodities agrícolas, quando os preços de milho e soja furaram o teto, passou, agora precisamos competir com eficiência para termos preços competitivos.

Com essa linha de crédito de R$120bilhões de reais ao ano exclusivamente para máquinas, junto com a melhoria da infraestrutura, nós seremos uma potência exportadora de alimentos. E isso significa que muitos dólares entraram no país. E muitos dólares entrando no país significa que nós ficamos mais ricos, que podemos viajar mais, que teremos mais empregos e salários melhores.

Alezzia com cadeira branca na praia de maior brancoA INDÚSTRIA

Juntamente com a melhoria da agricultura, é preciso um investimento pesado no setor industrial. Você já reparou que ao longo da história, todos os países que estiveram na ponta do desenvolvimento mundial, estavam também na ponta do desenvolvimento da indústria. Precisamos ter uma onda séria de reindustrialização do Brasil. Através desse crédito de R$120bilhões por ano nossa indústria vai estar apta a importar máquinas de classe mundial para que possamos fazer produtos realmente atraentes, com design lindo, como os da Alezzia, para que possamos competir lá fora com materiais superiores. Hoje o Brasil basicamente compete no preço, e isso precisa mudar.

A indústria precisa bastante de apoio do setor criativo, leia-se, designers, fotógrafos, músicos, publicitários, tradutores, etc. para que nossos produtos tenham apelo ao consumidor internacional. O tempo de competir pelo preço ficou no passado, agora precisamos tocar o coração das pessoas.

Redirecionando o dinheiro que é pago em juros para o setor industrial, em cinco anos nós estaremos exportando muito mais. Com isso mais dólares chegarão ao Brasil. E muitos dólares entrando no país significa que nós ficaremos mais ricos, que podemos viajar mais, que teremos mais empregos e salários melhores.

Alezzia sobre o puff branco de aço inoxPATENTES

Hoje somos uma potência em publicações científicas e estamos quase que completamente fora do mundo das patentes mundiais. Isso acontece porque no Brasil o pesquisador é incentivado a ficar dentro da universidade, sem interagir com a indústria, e ganha dinheiro por publicações técnicas em revistas especializadas que no geral é lida somente pelos próprios pesquisadores. Resumindo, é um mundo totalmente lacrado. Ao final de toda essa montanha de dinheiro investida em pesquisa, o que temos é um número enorme de mestres e doutores e um número mínimo de produtos que vão salvar a vida de algum paciente em um hospital pelo Brasil.

Nossa proposta é clara: que os investimentos sejam destinados aos pesquisadores que estejam em associação com alguma empresa e principalmente, para os pesquisadores que comprovarem que algum produto desenvolvido na parceria universidade-empresa tenha se transformado em algum benefício social ou econômico em qualquer área que seja.

Resumindo, as verbas de pesquisa migrariam da pesquisa básica para a pesquisa aplicada. Isso significa que nossos produtos ficaram mais tecnologicamente avançados, e por isso poderemos exportar mais, logo, mais dólares entrariam no Brasil.

Alezzia de joelhos no standup paddle remandoEDUCAÇÃO E ESPORTES

E o fechamento com chave de ouro é a nossa educação. Muitos nos perguntaram se apoiamos esse ou aquele candidato. Nesse espectro político temos que o único político que apoiávamos já faleceu. Apesar de todos os erros que  ele possuía, e certamente possuía, foi o primeiro governador a se comprometer de coração com um projeto educacional de longo prazo para o país.

Na nossa humilde opinião, o principal programa brasileiro da atualidade devia se chamar Educação 10, baseado em um antigo programa que teve bastante sucesso.

Nossa proposta é copiar, com a autorização deles, o programa educacional Finlandês, onde as crianças estudam 4 ou 5 horas por dia e passam o resto do tempo na escola praticando esportes, fazendo atividades artísticas e desenvolvendo habilidades para criar coisas úteis como um novo site, ou um aplicativo, ou ainda fazendo a declaração de imposto de renda.

Alezzia com Cabideiro de Inox na Praia do Rio de JaneiroQUEREMOS QUE VOCÊ SEJA A MUDANÇA QUE O BRASIL TANTO PRECISA

Falado tudo isso, queremos dizer que essa causa que estamos defendendo pertence a você. É uma causa pelo Brasil, sem rostos, sem líderes, sem ligação com outro movimento político (aos quais nós respeitamos). Essa causa é movida pelo amor ao Brasil. Queremos que você faça o país mudar para melhor.

Apoie essa causa se:

  1. Você quer ficar livre do cheque especial
  2. Você quer um bom emprego
  3. Você quer um salário maior
  4. Você quer melhores condições de transporte
  5. Você quer empreender
  6. Você quer mais segurança
  7. Você quer ver o Brasil prosperar
  8. Você quer uma nação melhor para os seus filhos e netos

 

Os juros precisam cair imediatamente para no máximo 6% ano ano | Alezzia

Alezzia segurando a bandeira do Brasil em frente ao marAs 10 maneiras de como você pode apoiar/participar/liderar essa causa:

  1. Marque 5 estrelas na nossa pagina do Facebook
  2. Compartilhe esse texto
  3. Escreva #DesafioAlezzia nas suas redes sociais
  4. Mande os políticos aderirem a sua causa
  5. Mande a sua marca preferida aderir a sua causa
  6. Mande a sua celebridade preferida aderir a sua causa
  7. Traga seus amigos
  8. Curta a nossa página no Facebook
  9. Compartilhe nossas públicações
  10. Faça depoimentos, crie videos, comente em nossas postagens ou crie textos em seu blog sobre essas propostas

 

Você tem todo o poder de mudar o Brasil, e o melhor, sem sair de casa, tudo está a um clique de distância. Um clique seu significa muito para as futuras gerações.

 

O teto do supersimples precisa ser elevado para R$200 milhões | Alezzia

 

 

Obs 1 : Nosso estilo de fotos permanecerá o mesmo.

 

Obs 2 : Esse texto pode ser reproduzido sem nenhum crédito, o importante é que o Brasil gere empregos e melhore o cenário econômico para as empresas

 

 

 

Alezzia
[email protected]

Indústria de móveis de aço inox com sede no Rio de Janeiro

12 Comentários
  • Ana Paula
    Postado em 11:31h, 24 dezembro

    Hummm começou com misoginia, passou pra liberdade de criação, forçaram uma flantropia, meteram política no meio, e agora parece que estão quebrados e precisando de dinheiro. Que tal abrir uma vaquinha no Catarse é pedir pros milhares de raivosos que caíram no papinho desesperado de vcs, e que com certeza não são da classe A e AA que vocês queriam atingir, doarem uns trocados?

  • Alessandra
    Postado em 20:48h, 06 janeiro

    Desculpe, não existe isso de diminuir juros na canetada! Eles só podem baixar mediante diversos fatores que incluem a nossa credibilidade! Por favor, não misturem as coisas, voltem aos móveis de aço inox,.. Vai ser melhor, acreditem!

  • Renata Rannieli
    Postado em 20:58h, 06 janeiro

    Hahahaha
    Eu fui a favor do desafio pq achei que a marca estava interessada em defender a liberdade de expressão e da criatividade do profissional de marketing, e agora vocês reposicionam o discurso de forma ridícula, culpabilizando o governo pela falta de infraestrutura!???
    O Brasil é mesmo uma piada!

  • Alberto Almeida
    Postado em 22:09h, 06 janeiro

    Simplesmente perfeito. Vocês conseguiram colocar no papel, tudo o que vemos que o Brasil necessita, e ainda foram muito além.
    Parabéns.

  • Maximiler Lima de Avilla
    Postado em 02:25h, 07 janeiro

    Leiam Mais Mises!!! Estudem ESCOLA AUSTRÍACA DE ECONOMIA!!! Entendam que intervencionismo estatal sobre o valor dos jurus, inflação e moeda sempre irão gerar as mesmas crises. Todos os temas acima listados devem estar condicionados ao LIVRE MERCADO, caso contrário veremos mais governos autoritários surgindo e com eles as doutrinas impositivas e alienantes como o feminismo do qual vocês foram vítimas… Liberdade se constrói com a redução do estado e não com a intervenção do mesmo! – Read more at: http://scq.io/42auqRsT#gs.ymtQs2g

  • Adalberto Braga
    Postado em 04:49h, 08 janeiro

    Só li até a parte em que a Palmetal mostrou que é tão capitalista quanto a Odebretch.
    Governo não tem dinheiro; o dinheiro é da população e deve ser aplicado EXCLUSIVAMENTE em Educação, Saúde e Segurança. A Lei, (Constituição) determina que o juro máximo anual deve ser de 12%; nem mesmo o Governo obedece essa lei.
    Esqueca Governo, isso tem sido um desejo nosso, por muito tempo protelado. Já passou da hora do brasileiro crescer, virar adulto responsável por si e pelo convívio em sociedade.

  • Oswaldo
    Postado em 14:09h, 08 janeiro

    Então oq vcs querem são subsídios governamentais, intervenção estatal no juros, e mais facilidades para empresas que faturam 200 MILHÕES?
    KKKK, agora nem o apoio dos liberalescos vocês tem mais. Além de machistas, não entendem de economia, nem de porra nenhuma, praticamente só falaram besteira, tanto do ponto de vista de quem é de direita, quanto de esquerda..
    Ah, os moveis de vocês são feios também. Vão trabalhar e parem de mimimi que é melhor….

  • Marcos Duarte
    Postado em 02:04h, 09 janeiro

    Adalberto Braga, se a surra que vocês levaram de norte a sul nas eleições ainda não lhe ensinou, aprenda uma coisa, capitalismo não é crime. E viva o capitalismo e a meritocracia! Chega de assistencialismo populista barato! E viva o livre mercado!

  • Roberto Alves
    Postado em 23:30h, 10 janeiro

    Eu trabalho com móveis há mais de 20 anos em uma cidade do interior do Nordeste. A historia da minha “empresa” passa por muitas retóricas que nem devem ser explicadas aqui. Pois simplesmente traria polêmicas. Vejo a exposição dos fatos da “ALEZZIA” como algo sagrado ao desenvolvimento do país. E em 90% das alegações “dela”, devo concordar. Apesar de estar seguindo a página “apenas” pela polêmica feminista da “campanha publicitária”, onde as “donzelas se doeram.
    Por isto, abstenho-me de fazer qualquer comentário sobre a questão feminista ou sobre economia.
    A questão que posso “a grosso modo levantar” é se Alezzia precisa de mim. Estou ao seu inteiro dispor. Att. Roberto.

  • Alice Jubile
    Postado em 21:51h, 11 janeiro

    Engraçado, todo mundo quer falar de economia mas ninguém está preocupado com dados no IBGE esfregando na nossa cara o número de analfabetos no Brasil, o aumento de doenças coronárias levando à óbito, abuso sexual e violência contra mulheres, racismo e xenofobia, homofobia que está levando à morte também, ninguém se preocupa em lutar por justiça disso, por animais abandonados nas ruas sofrendo maus-tratos, as indústrias de agricultura (que a Alezzia defende) utilizando agrotóxicos de classe I, no qual, está relacionado com o desenvolvimento de câncer, patologias alergênicas e extinção de animais nativos (exemplo, é o caso das abelhas que contribuem ao ecossistema para termos o nosso alimento na mesa). Não vejo ninguém lutar por direitos humanos, só vejo idealizar uma economia perfeita de quem tem dinheiro no bolso para comprar crédito com o banco sendo que, enquanto os pobres que já nasceram sem herança, sem recursos estruturais para estudar e se alimentar, esse trabalhador trabalha oito horas por dia de forma alienada realizando suas funções de forma repetitiva que irá comprometer sua saúde física e mental, trabalhando em empregos que iludem com vale refeição, uma hora de descanso, convênio médico mas que suga a energia do trabalhador até não lhe restar mais forças para sua vida social. É fácil ficar escrevendo textão bonito de economia do livre mercado sem se colocar na pele de alguém que nasceu e viu a sua mãe apanhar do padrasto, ver sua mãe passando a vida toda trabalhando na roça ou em casa rica de gente branca que humilhava ela, trabalhar oito horas por dia para ganhar um lixo de salário que só paga as contas e arroz e feijão que mal dá para pagar cursinho para vestibular, que tem que desembolsar quase 300,00 por mês para estudar em faculdade longe e passar fome o dia inteiro e ainda ter que escutar de gente que nasceu com oportunidades e fácil acesso de que, nós pobres queremos “tudo mastigado do governo”. Saúde e educação é um direito básico de um cidadão e outros direitos que devem ser fundamentais como o meio ambiente conservado para todos os seres. A saúde não é sobre a farmácia lucrando com medicamentos que só lhe trazem mais problemas e tampam o sol com a peneira, a saúde é a prevenção de doenças, é a alimentação saudável no prato, é o ar que tu respira ser puro, é você poder ter acesso à um medicamento controlado quando não se tem condições de comprar. A educação vai além que abrir um livro e fazer cálculo de matemática para declarar impostos, de aprender como se escreve o “com certeza” para “virar gente na vida”. A educação é primeiramente ensinar as pessoas a se criar respeito, solidariedade com o seu próximo, empatia, conhecer o que é justiça e injustiça contra os mais vulneráveis, a educação é saber que você é capaz de plantar uma semente na frente da sua casa para ti proteger da sombra sem precisar de alguém para algo simples. A educação é levar o fácil acesso à informação, é permitir que as pessoas se interajam com o universo e a natureza, que elas conheçam o passado e a etnia de cada canto do mundo. Educação também é ensinar que as pessoas deem mais valor à coisas simples da vida, comprando algo por necessidade e não por competitividade que só serve para gerar lixo no final e degradar o meio ambiente. Não adianta fazer ataque contra movimentos sociais, isso não é liberdade de expressão. Essa liberdade de expressão de vocês está travestida de difamação. Empresas que adotam o pensamento liberal do livre mercado façam um favor: utilizem o lucro de vocês para pagar seus funcionários e não com o dinheiro que não pertence a vocês, porque depois que entram com dívida pública vocês fazem corte de funcionários e culpam o Estado inventando crise. Vocês mesmos que geram a crise porque não dão conta de pagar a dívida que devem do crédito,e aí o governo se vê obrigado a cortar gastos de projetos que tirariam pessoas da miséria e da rua.

  • Desafio Desonesto
    Postado em 22:34h, 11 janeiro

    Ei Alezzia, explica aí como as avaliações de 1 estrela estão diminuindo a cada dia na mesma proporção que as reviews 5 estrelas estão aumentando? Não se garantem nem comprando voto??
    https://www.instagram.com/desafiofurado/

  • Nubia
    Postado em 20:12h, 11 fevereiro

    Não entendi a parte do piso salário dos engenheiros ser absurdo? Vocês acham? Garanto que os engenheiros não acham! E por fim, gostamos de ver criatividade, informação, marketing que nos fazem pensar “poxaa que ideia legal” “caraca como ele pensou nisso” . Precisamos de pessoas inteligentes. Esse marketing de vocês é apelativo, não tem criatividade, não tem informação.

Enviar Comentário